Regina Carmona – Mantide Religiosa – Finlandia

Tati Rebello - Regina Carmona 01

 

Tati Rebello - Regina Carmona 02

 

Tati Rebello - Regina Carmona 03

 

Tati Rebello - Regina Carmona 04

 

Tati Rebello - Regina Carmona 05

 

Tati Rebello - Regina Carmona 06

 

Tati Rebello - Regina Carmona 07

 

 

Tati Rebello - Regina Carmona 08

 

 

 

Tati Rebello - Regina Carmona 09

“Essa instalação de arte permeia o universo feminino, a natureza e suas naturezas, são pequenas observações colhidas dia a dia, que florescem ao acaso nada por acaso, ao contrário, bem vivido. Uma arte sensitiva e sensorial referencia ao belo, ao humano e a natureza; aos elementos ocultos que de alguma forma estão ligados e relacionados à sexualidade, a identidade, a espiritualidade, tendo o corpo como forma e espaço sagrado que exige amor, alimento e respeito. Existe um inseto que tem o poder de se camuflar, de trocar de cor; possui muitos olhos, sendo que três deles ocultos na testa apenas para captar as variações de luz. A fêmea, para preservar a sua espécie, pode chegar a comer a cabeça do macho durante o acasalamento. Pobre macho, literalmente perde a cabeça por uma fêmea. Esses “serzinhos”, em recente exposição na Itália, acercaram-se da obra e nela se instalaram, um sugestivo ênfase e homenagem a natureza feminina. Daí vem o nome Mantide Religiosa, em italiano, Louva-deus.”

Regina Carmona

Photos : Tati Rebello

Advertisements

Árvore querida!

Arnaldo Antunes
música – As árvores
álbum – Um Som(1998)

 

 

 

 

As árvores

As árvores são fáceis de achar
Ficam plantadas no chão
Mamam do sol pelas folhas
E pela terra
Também bebem água
Cantam no vento
E recebem a chuva de galhos abertos
Há as que dão frutas
E as que dão frutos
As de copa larga
E as que habitam esquilos
As que chovem depois da chuva
As cabeludas, as mais jovens mudas
As árvores ficam paradas
Uma a uma enfileiradas
Na alameda
Crescem pra cima como as pessoas
Mas nunca se deitam
O céu aceitam
Crescem como as pessoas
Mas não são soltas nos passos
São maiores, mas
Ocupam menos espaço
Árvore da vida
Árvore querida
Perdão pelo coração
Que eu desenhei em você
Com o nome do meu amor.